George Preston

Curador do Museu de Artes e Origens, em Nova York, e especialista em arte africana. Graduou-se em Literatura Inglesa e Belas Artes pela City College da Universidade de Cidade de Nova York em 1962. Em 1959, inaugurou o Art’s Studio, que sediou leituras de poetas da geração Beat, como Jack Kerouak, Allen Ginsberg e Frank O’Hara. Obteve Mestrado em História da Arte em 1968 e Doutorado em História da Arte/Antropologia em 1973, ambos pela Universidade de Columbia. Para a realização de seu Doutorado, conduziu pesquisas de campo em Gana, e voltou à África em numerosas ocasiões posteriores, ao longo das quais adquiriu uma grande coleção de obras de arte africana. Entre 1974 e 2006, lecionou Arte Africana no City College da Universidade da Cidade de Nova York. Publicou diversos artigos acadêmicos e livros sobre arte africana e afro-americana, entre os quais The Innovative African Sculptor (1969), Sets, Series and Ensembles in African Art (1985), Emanoel Araujo: Afro-Minimalista Brasileiro (1987) e African Art Masterpieces (1991), entre outros. Atuou como curador convidado para o Brooklyn Museum entre 1967 e 1968 e, desde 2003, participa do comitê científico da Bienal de Florença. Em 2005, inaugurou o Museu de Artes e Origens, no Harlem (Nova York), onde abriga e expõe sua coleção de arte africana e no qual atua como curador-chefe e diretor executivo. Também é artista plástico, com obras no acervo do Museu Afro Brasil.

Lista de páginas em George Preston: